Fale Conosco

Blog da Hora

CLOROQUINA É EFICAZ CONTRA O NOVO CORONAVÍRUS? l REDETV! EXPLICA #07

Vídeos

CLOROQUINA É EFICAZ CONTRA O NOVO CORONAVÍRUS? l REDETV! EXPLICA #07

Em tempos de pandemia o que mais se espera é um remédio que garanta a cura e livre tantas pessoas de serem infectadas. Por isso, cientistas do mundo inteiro estão correndo contra o tempo para descobrir a droga mais indicada para tratar e imunizar as pessoas contra o novo coronavírus (Covid-19).

Com certeza você já ouviu falar da cloroquina, ou hidroxicloroquina, não é mesmo? Mas pra que serve? Ela é usada no Brasil e em outros países para Covid e outras doenças? Tem efeito colaterais? Confira tudo no RedeTV! Explica.

Um relatório da Fiocruz fala que o remédio que não é novo e tem sido usado desde de 1944 no brasil, vem sendo a primeira escolha terapêutica para o tratamento de pacientes com malária e doenças reumáticas como lúpus, e artrite. Mas o que, de fato, ela tem a ver com o coronavírus?

Estudos in vitro, ou seja, realizados em células humanas, só que em laboratório, indicam que o medicamento age em dois caminhos: ele tem um efeito antiviral e anti-inflamatório, que inibe a replicação do vírus e sua entrada na célula. A comunidade médica espera estudos mais rigorosos, pois tem remédios que funcionam no laboratório, mas nem sempre tem o mesmo resultado no organismo dos pacientes.

Mas por que mesmo sem os resultados finais para a liberação da cloroquina alguns médicos estão usando esse remédio? Aqui no Brasil, a droga tem sido utilizada nos casos graves e que os pacientes foram encaminhados à UTI e que também aceitaram utilização do remédio no tratamento. Esse é o famoso uso compassivo! E como os resultados são preliminares, ainda não existem estudos conclusivos sobre a cloroquina.

Muitos pacientes que estavam internados e receberam o remédio associados a outros medi dicamentos tiveram resultados significativos em poucos dias e muitos já estão curados. Isso é o que diz uma pesquisa anunciada pela Fiocruz e pela Fundação de Medicina Tropical, que revelou que a taxa de mortalidade de pacientes graves da Covid-19 que foram tratados pela cloroquina equivale a pacientes nas mesmas condições que não usaram esse composto. Então, diante do caos criado pela pandemia, isso soa como um fio de esperança na cura dos infectados.

Agora atenção, o remédio que antes era vendido nas farmácias e drogarias foi retirado desses locais pois muita gente começou a comprar para automedicação achando que poderia prevenir a doença. Cuidado! A introdução desse e qualquer outro medicamento tem que ser feita com prescrição médica. A cloroquina só teve resultados positivos porque foi usada em pacientes já infectados, com a ajuda de outros medicamentos e dentro do protocolo estabelecido por médicos.

Também vale ressaltar que, assim como todo medicamento, a cloroquina tem efeitos colaterais. Você pode ter você pode ter diarreia, dor de cabeça, coceira, irritação, manchas na pele e reações até mais graves.

Então, enquanto os médicos e cientistas do Brasil e do mundo ainda não identificaram o remédio capaz de curar a covid-19, a recomendação continua a mesma: lavar as mãos, usar álcool em gel, máscara e manter o distanciamento social.

#RedeTVExplica

Clique Para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook

To Top
%d blogueiros gostam disto: